Featured

6/recents

Entre 3 Mundos de Lavínia Rocha

sexta-feira, maio 26, 2017
Título: Entre 3 Mundos
Autora: Lavínia Rocha
Editora: D'Plácido 
Ano: 2015
Páginas: 224
Skoob: Adicione

Sinopse: Há algumas décadas, o Brasil vivia intensos conflitos entre pessoas normais e pessoas com dons extraordinários. Visando a paz no país, as autoridades o dividiram em dois territórios – o do Norte e o do Sul – e assinaram um contrato proibindo a migração de uma região para a outra.
Alisa é de uma família do Norte, mas foi identificada como pertencente ao Sul e precisa esconder a verdade de ambos os mundos. Além de quebrar o contrato toda semana para visitar seus pais, Alisa enfrenta problemas comuns da adolescência: acha seu próprio nome bizarro, gosta do cara errado e é a única pessoa que não percebe o quanto seu melhor amigo é apaixonado por ela.


     Esse livro é um exemplo de por que devemos (e muito) valorizar as obras nacionais, as vezes elas chegam como quem não quer nada e quando você viu, ou no caso leu, já estava ali apaixonado.
   Alisa é uma adolescente comum, exceto que ao nascer se deparou com um Brasil divido entre moradores do lado Norte e do lado Sul, um detêm pessoas com dons mágicos e do outro os humanos ‘comuns’. Tudo ia muito bem, Alisa iria fazer seu ensino médio em um colégio no Sul e aprenderia e teria (finalmente) seus poderes, mas então tudo começa a dar errado logo no início do ano letivo...
   Alisa é uma personagem que ao meu ver é complicada, assim como todos nós é claro haha, porém o que tento dizer é que não consegui decidir se gostava muito dela ou se era indiferente, porque em certos momentos me sentia Lisa e em outros era quase como se ela não estivesse ali. Dan, o melhor amigo de Lisa é o personagem amorzinho do livro, aquele que faz você querer morder ele, e um dos motivos de as vezes eu ser tão indiferente a Lisa. Também temos Marcos, Sol e Nina que são amigos e colegas de ambos e fazem parte desse grupo que se mete em muita confusão.
    A obra em muitos momentos me lembrou demais Harry Potter e mesmo amando o bruxinho de paixão isso me incomodou um pouco, porque sinto que perdi parte da essência da leitura por causa dessas comparações quase impossíveis de não serem feitas. Eu senti realmente falta de mais informações sobre os seres mágicos desse universo criado por Lavínia e mesmo sabendo que há continuação da obra acho que colocar mais informações nesse primeiro volume faria os leitores ainda mais felizes.
    Um dos pontos mais positivos do livro ao meu ver é que além de uma fantasia muito boa, temos uma personagem representativa, é o segundo livro que leio e a personagem principal é mulher e negra, achei essa iniciativa da autora espetacular e muito bacana.
     Entre 3 Mundos é um livro que ainda tem muito o que mostrar, mas você só saberá o potencial dele quando ler, assim como eu fiz.

Nota:









4 Indicações pra nenhum Nerd por defeito! (Dia do Orgulho Nerd)

quinta-feira, maio 25, 2017

Heey como vão?
Hoje é um dia lindo e belo pros nerds do mundo! Hoje é comemorado O DIA DO ORGULHO NERD mais conhecido como DIA DA TOALHA yeey \o/
Então já imaginam que esse post será puro amor e nerdices haha, e eu vou fazer 4 indicações que você como bom nerd deve seguir e ser feliz!


Um Filme: Rogue One


   Sei que Star Wars é quase que uma saga obrigatória a todos os nerds de plantão, mas Rogue One é um filme que ultrapassa essas regras e vai além numa saga que nunca vai morrer! O filme tem tudo que um bom nerd procura em um filme scifi, mas também engloba assuntos ainda mais importantes como a força feminina, a união das minorias, a relação entre o oprimido e o opressor e a sede do poder, vamos confessar que o filme é muito bom em analogias.


Um Anime: Sword Art Online


  SAO é um anime INCRÍVEL! A história toda ocorre em um mundo fictício de um jogo e a partir dele vidas são decidas, se libertar do jogo é algo quase impossível. O anime tem 3 temporadas e todas são incríveis e literalmente fodas (umas melhores outras não muito né? mas todas fodas haha), o jogo criado no enredo é de deixar qualquer um encantado além de ser quase uma meta de vida, eu queria poder jogar ele mas sem as parte ruins haha.


Um Livro: A Guerra dos Mundos


   Nem só de filmes, séries e animes vive uma pessoa, e sinceramente nem deveria né? A Guerra dos Mundos é um clássico do terror, mas inovou quando trouxe em sua história os aliens, bem sabemos que o universo é imenso e o medo de não estarmos sozinhos nele é algo que aflige muito o ser humano, e é justamente isso que faz de A guerra dos mundos um clássico não só do terror mas também do scifi então leia e seja feliz com essa maravilha.


Uma Música: [進撃の巨人] Shingeki no Kyojin/Attack on Titan

 

   Quando conheci Shingeki eu me apaixonei loucamente pela OST do anime e depois disso me tornei uma quase viciada nela e acho que todo mundo deveria ouvir e se apaixonar por ela também, então não seja tímido (a), clica ai no vídeo e seja feliz ouvindo essa maravilha!

 Agora que já leu esse post vai lá curtir esse dia que é todo nosso! 







Rock Star de S.C. Stephens

quarta-feira, maio 24, 2017
Créditos: Helen Dutra
Título: Rock Star
Serie: Trilogia Rock Star # 1,5
Autor: S.C. Stephens
Editora: Valentina
Ano: 2016
Páginas: 512
Skoob: Adicione

Sinopse: Ele é intenso, complicado e perigoso. Ele é demais! O único lugar onde Kellan Kyle sempre se sentiu em casa foi no centro de um palco. Tocando guitarra num bar escuro, ele consegue esquecer o passado doloroso. Nos últimos tempos a sua vida se resume em três coisas: música, seus companheiros de banda e intensos encontros sexuais. Até que uma mulher muda tudo... Kiera é o tipo de garota que Kellan jamais deveria desejar -- ela é inteligente, doce, e também a namorada do seu melhor amigo. Convencido de que nunca conseguirá merecer o amor dela, ele esconde a sua crescente atração... até que o coração atormentado de Kiera oferece a Kellan algumas pistas de que os sentimentos dele podem ser correspondidos. Agora, não importam as consequências, Kellan tem uma certeza: não vai deixar Kiera escapar sem lutar por ela. Em Intenso Demais, Kiera contou sua história. Agora é a sua vez ouvir a versão pela boca do “rock star” sexy que cativou fãs do mundo inteiro.


   Um livro que traz à tona acontecimentos e detalhes muito ricos, as vezes até nos leva a acreditar que é de verdade. É uma história interessante e cheia de turbulências, para quem gosta de drama, romance e sentimentos verdadeiros esse livro é um ótimo indicado.
   Rock Star é a versão de Kellan Kyle sobre sua infância sofrida e sua paixão proibida pela namorada de seu melhor amigo e quase irmão Denny. Kellan não é nada comparado com seus amigos de banda, tem uma visão mais sentimental dos acontecimentos de sua vida, ele vê em Kiera uma salvação para seus problemas, e o que acontece entre esses dois, ou melhor três é muito babado e confusão.

  Apesar de ter um passado triste, de ser um maravilhoso cantor de rock e ter uma beleza exuberante, Kellan não é o que se espera de um rock star, ele não tem aquela coisa de curtir e pegar todas pra badalar, ele é um Don Juan, de certa forma, busca suprir suas carências com todas as mulheres, mas ainda não achou o sentimento certo. Kiera é uma novata no amor, seu único e primeiro amor era seu namorado Denny, fugiram juntos para buscarem ser felizes. Kiera tem muito a viver e aprender e começa a perceber isso quando conhece Kellan. Denny é um personagem doce, lindo e dedicado, muito alegre e faz tudo para que Kiera permanece feliz ao seu lado na nova cidade.

  O ruim do livro é só a confusão que a Kiera faz, ela é uma personagem insegura em tudo e gosta de estabilidade, o livro conta com uma riqueza de acontecimentos entre a vida de Kellan e as decisões de Kiera o afetando. É bom ver que na visão de um homem uma história pode ter outro olhar, não uma coisa machista e possessiva, mas voltada ao sentimento.

  Senti no Kellan uma inocência que foi esmagada na infância e ressurge junto com seus sentimentos por Kiera, e a insegurança dela o transforma, foram acontecimentos que duvidei que pudesse levar a um fim interessante. A autora soube fazer um final que deu aos três personagens desse triângulo uma maturidade e uma visão de vida bem diferente do início, alguns aprenderam mais que os outros. Essa autora foi muito corajosa no jogo da história, pensei nesse livro com uma mocinha desimpedida e homens cafajestes, e a autora trouxe uma situação que pode ser vista de outras formas e os acontecimentos nos remetem à pensar melhor ao que levou cada ato a acontecer. Meio que justifica o que não queremos aceitar que tenha justificativa.



Nota:









Alice através do Espelho

segunda-feira, maio 22, 2017
Direção: James Bobin
Elenco: Mia Wasikowska, Johnny Depp, Helena Bonham Carter mais
Gênero: Fantasia, Comédia
Nacionalidade: Eua
Flmow: Adicione
Sinopse: Alice (Mia Wasikowska) retorna após uma longa viagem pelo mundo, e reencontra a mãe. No casarão de uma grande festa, ela percebe a presença de um espelho mágico. A jovem atravessa o objeto e retorna ao País das Maravilhas, onde descobre que o Chapeleiro Maluco (Johnny Depp) corre risco de morte após fazer uma descoberta sobre seu passado. Para salvar o amigo, Alice deve conversar com o Tempo (Sacha Baron Cohen) para voltar às vésperas de um evento traumático e mudar o destino do Chapeleiro. Nesta aventura, também descobre um trauma que separou as irmãs Rainha Branca (Anne Hathaway) e Rainha Vermelha (Helena Bonham Carter).

      Alice através do Espelho foi um filme que esperei muito e ansiosamente, e já começo dando ênfase em "eu esperava mais do filme", muito mais, ele não é ruim, porém faltou um pouco mais daquela coisa 'Burton de ser' que vimos no anterior, faltou mais da grandiosidade da Alice que vimos anteriormente.
    Alice volta ao País das maravilhas e se depara com um Chapeleiro triste e inconsolável, ele acredita que sua família ainda possa estar viva e o fato de ninguém acreditar e de não poder ter essa certeza está o tornando sombrio e triste, o que o faz morrer aos poucos. Vendo o estado do amigo Alice decide ajuda-lo voltando ao passado para descobrir o que realmente houve.



   O filme está mais colorido, emocional e fofo, diferente do primeiro que tinha essa aura mais sombria e maluca (alá Burton) esse novo filme é mais infantil, o mundo das maravilhas é mais colorido e vivo, Alice é mais madura e decidida e tudo é como deveria ser – na teoria. Eu realmente senti falta daquela aura mais sombria e nonsense que a história pede, quando imagino Alice vem em mente aquele mundo louco e completamente sem sentido e dessa vez não tivemos muito disso. Alice agora é dona da própria vida mais ainda parece não medir muito as consequências de tudo que faz, ela como sempre age primeiro e pensa depois, e isso foi decepcionante dada todas as vidas que dependiam e poderiam ser influencias por essas ações inconsequentes, e eu realmente acreditei que ela no minimo pensaria nisso. Chapeleiro está diferente, mais sombrio e triste, bem diferente do que estamos acostumados, e achei interessante essa nova "vertente" do personagem, é um visão diferente de um personagem tão caricato.



   Alice através do Espelho é um filme bom, alguns personagens tiveram seu passado mostrado nas viagens que Alice fez ao passado, como A Rainha de Copas que finalmente teve a chance de ser vista como uma pessoa com falhas e não somente a rainha má e cortadora de cabeças, descobrimos um pouco de suas motivações pra tanta crueldade, o que a tornou mais humana e até mesmo gerou  em mim mais empatia pela personagem. Um ponto negativo foi também a Rainha Branca, que dessa vez ficou mais apagada na história, quase inexpressiva e sem graça, tirando seu efeito na história da irmã a personagem quase não apareceu.
   Um dos maiores pontos positivos do filme são os questionamentos que ele traz: O papel feminino e empoderamento numa época em que os homens detinham o maior poder, O valor da amizade, do amor e a importância da família e do perdão. O filme funciona muito bem pra assistir com a família, pra aquecer o coração com momentos fofos e pra descontrair com uma boa fantasia meio maluca.

Nota:









Fox Craft - A Magia da Raposa de Inbali Iserles

sexta-feira, maio 19, 2017
Título: A Magia da Raposa
Serie: Foxcraft # 1 
Autor: Inbali Iserles
Editora: Rocco Jovens Leitores/ Rocco
Ano: 2017
Páginas: 272
Skoob: Adicione

Sinopse: Destemidas, solitárias, trapaceiras, pouco confiáveis... Seja em fábulas ou ditos populares, o imaginário coletivo não tem sido muito generoso com as raposas. A inglesa Inbali Iserles, uma autora premiada e apaixonada por animais, convida os leitores a conhecer melhor esses seres incríveis com a série Foxcraft, uma emocionante trilogia de fantasia protagonizada por uma raposa filhote. Isla vive nos limites das terras dos sem-pelo (os humanos) e está começando a desenvolver suas habilidades. Um dia, ao retornar para sua toca, ela está em chamas e cercada por raposas estranhas. E sua família não está em lugar nenhum. Forçada a fugir, Isla escapa para o frio e cinza mundo dos sem-pelo e é caçada por um inimigo cruel. Para sobreviver e encontrar sua família, Isla precisará dominar a antiga arte das raposas – poderes mágicos conhecidos apenas por elas – e desvendar os segredos da Foxcraft.



   Sempre tem aquele livro fofo que quando lemos deixa aquela sensaçãozinha de bem-estar e magia. E foi basicamente essa mesma sensação que tive durante toda a leitura do livro.
    Isla é uma filhote de raposa que vê sua vida mudar ao chegar em sua toca e descobrir que toda sua família sumiu, e a única coisa que ela sabe é que raposas más tomaram posse de sua toca, porém não sabe pra onde sua família foi e nem se aquelas raposas estranhas são culpadas por isso. Apartir dai Isla sai em busca de sua família e nessa jornada ela não só vai acabar indo a terra cinza, conhecida como grande grunhido, o local em que moram os seres humanos barulhentos e suas maquinas grandes de olhos brilhantes, como vai viver diversas situações na incansável busca por Pirie (seu irmão mais novo) seus pais e sua avó. Nesse meio caminho Isla não só vai passar por muitas aventuras como também vai conhecer um pouco sobre o mundo a fora e os mistérios e magias que envolvem esse universo.


     Fox Craft é um livro bem sutil e nos traz elementos da natureza de forma doce, é aquele típico livro pra passar a tarde inteira lendo e se encantando. Isla é uma personagem forte e bem humana, mais humana do que até mesmo ela pensar ser haha, em sua busca pela família ela passa fome e apuros mas segue em frente pra encontrar quem ama. Siffrin é um personagem que amei conhecer mas ainda não compreendi bem como ele funciona, e isso me deixou bem intrigada, espero que no próximo livro esse seja mais desenvolvido individualmente. A leitura é um ponto de encanto total e em nenhum momento consegui me sentir desapontada, felizmente ao meu ver não tem nada de negativo na obra, pelo contrário foi um livro proveitoso do início ao fim e fiquei realmente chocada com isso, porque ultimamente essas leituras andam sendo raras na minha vida.


    O livro não é simplesmente fofo e por isso amei, na verdade todo meu encanto veio de como a autora criou a magia por traz desse enredo. Fox Craft é uma magia diferente que habita apenas no universo das raposas, e nada mais é do que as habilidades de sobrevivência delas, mas também existe o Maa que é a energia, e os anciões que é uma sociedade secreta das raposas, e Isla vai conhecendo tudo aos poucos e compreendendo aos poucos que toda essa trama é maior do que parecia. 

   A Magia da Raposa é um livro infanto-juvenil que foca na busca, não somente familiar mas também de compreensão de uma história, de modo doce vamos conhecendo uma magia incrível e uma história que tem tudo pra ser ainda mais incrível.

" — Deixou sua casa por causa de um sonho? - perguntei admirada.
  — É como dizem - respondeu papai inclinando a cabeça. — Os sonhos são o começo. "

Nota:








Tecnologia do Blogger.