Fãs do Impossível de Kate Scelsa

Título: Fãs do impossível
Autora: Kate Scelsa
Ano: 2016
Editora: Intrínseca
Páginas: 336


Sinopse: Fãs do impossível conta a história de três amigos, Mira, Sebby e Jeremy, em meio aos complexos conflitos da adolescência. Mesmo sentindo-se despedaçados, sem motivos para serem amados e tentando não sucumbir à solidão, os três lutam pela vida, cada um à sua maneira.
Mira está começando em uma escola nova, depois de passar um tempo no hospital. Ela se sente insegura no novo ambiente e acha que não vai conseguir ficar longe de seu melhor amigo, Sebby, um garoto brincalhão que leva a vida com boas doses de mentira e bom humor, até que seu lado mais destrutivo vem à tona.
Jeremy está retornando à antiga escola, depois de um tempo afastado por causa de um incidente traumático que arruinou seu ano letivo. Tímido e quieto, ele deseja se aproximar de Mira e Sebby.
Juntos, contra todas as expectativas, eles vão viver o impossível.

   Na metade da leitura desse livro me senti lendo algo que já havia lido antes, quando já tinha lido dois terço dele imaginei algumas coisas e já previa um final extremo, bem no estilo shakespeariano, mas quando cheguei ao final, meu envolvimento me levou a uma leitura prazerosa, finalizada de forma comum (se é que posso dizer isso haha), mas convincente.

  Jeremy, Mira e Sebby são adolescentes que tem seus destinos e vidas dramáticas ligadas quando Mira se muda para St. Francis, um colégio com alunos de classe média, o mesmo em que Jeremy estuda há alguns anos. Sebby seu melhor amigo, era companheiro de vida há algum tempo e durante um ano foram colegas em MouVi, um colégio público. Após mudar-se para St. F como todos chamam, sua amizade com Sebby se manteve firme, ambos conheceram Jeremy e a partir dai uma amizade surgiu, mas nem tudo que se inicia complicado permanece por muito tempo sem algo dar errado...

   Imaginem que coisa estranha, minha pessoa se metendo com um livro de drama, do nada, pois é, fiz isso e me surpreendi bastante (não que eu não leia livros com drama, até leio, mas com histórias assim, com todo foco nos dramas é complicado, evito um pouco porque sou coração mole haha), no inicio o livro me lembrou um pouco de uma das obras favoritas da minha vida, as vantagens de ser invisível, já que segue bem essa linha de adolescentes e seus problemas, mas o irônico dessa obra é que tudo soa um pouco mais intenso, por serem todos os 3 contando seu lado e seus problemas pro leitor, narrando a si mesmos em seus contextos e ambientes, consegui me identificar um pouco com cada um, em algum aspecto.

   Mira é uma adolescente estranhamente boa, é difícil encontrar as palavras certas pra descrevê-la, mas gosto da força que ela mostra e me identifiquei um pouco mais com ela do que com os outros dois, seu estilo é uma mistura de sua personalidade com momentos e épocas passadas da moda, e de alguma forma trazem uma mensagem interessante. Sebby é o mais intenso, exagerado, comunicativo e destrutivo, eu me via esperando o personagem literalmente “dar a louca” a qualquer momento, mas basicamente ele agia como uma pessoa além das regras de “não fale isso”, sempre escondendo a dor atrás de um sorriso. Jeremy é tímido, filho de dois pais gays acabou sofrendo as consequências do preconceito alheio e isso o levou a achar que viver sozinho é o melhor modo de sobreviver...

  Meu único problema com a obra foi o final, eu esperava um final bem dramático, intenso e devastador como os personagens, mas não foi isso que Kate me deu haha, tirando isso me vi lendo uma obra não exatamente leve, mas com uma amostra gratuita de liberdade pela amizade, todos vivendo seus desejos e momentos sem inibições. É lindo ver como Kate escreveu sobre a liberdade da sexualidade colocada em contexto adolescente, além das referências M.A.R.A.V.I.L.H.O.S.A.S, - adoro autora que cita RuPauls!

"Nós Nascemos nus, o resto é drag"

Nota:










7 comentários:

  1. Oi
    Tudo bom?
    Me interesse o pelo enredo da obra e pelo visto foi bem escrita, mas como se decepcionou com o final fiquei com o pé atrás.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?

    Não conhecia o livro, o que achei bem estranho, pois costumo acompanhar com afinco os lançamentos da Intrínseca. É uma das editoras que mais tenho livros em casa, rs. Mas infelizmente a história não chamou minha atenção. Acho que não estou numa onda boa para possíveis cenas em chorarei.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi, Paac. Tudo bem?
    Esse livro parece ser fofo e trazer uma mensagem bem interessante, mas dramas também não são pra mim. Mas que bom que tu curtiu a leitura. Beijos <3

    ResponderExcluir
  4. Poxa achei o livro bem como um infantojuvenil e isso me atrai, diante de nos motivar a ler mais e nos tirar até mesmo de uma ressaca pesada. Dica anotada Paac, e adorei todo o enredo, pena que seja em e-book.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. oi, Paac. deve ser uma leitura interessante pro público juvenil e pra quem curte YA...eu nao me senti empolgada pra fazer a leitura,mesmo ele fazendo uma abordagem sobre homossexualidade... =T

    ResponderExcluir
  6. Oiii
    Eu tinha curiosidade nesse livro, mas confesso que agra não quero mais ler ele não! hahahahaha!
    Eu gosto muito de livros com adolescentes e seus problemas, mas ultimamente tenho fugido um pouco, pois acho que já li muito sobre isso. Ando me irritando com a leitura, sabe?!
    Mas realmente parece ser um ótimo livro para quem curte!
    Bjus

    ResponderExcluir
  7. Olha, só de você citar que te lembrou de As vantagens de ser invisível já risquei da minha lista, rs, ao contrário de você não gostei nem um pouquinho do livro. E sinceramente, acho que o final me decepcionaria, além de não ser o tipo de obra que costumo ler.

    ResponderExcluir

@bardaliterária