A Ciranda das Mulheres Sábias de Clarissa Pinkola Estés


Título: A Ciranda das Mulheres Sábias
Autora: Clarissa Pinkola Estés
Ano: 2007
Editora: Rocco
Página: 128
Skoob: Adicione


Sinopse: Autora do clássico "Mulheres que Correm com os Lobos", a psicanalista e poetisa premiada Clarissa Pinkola Estés faz em seu novo livro uma profunda e comovente homenagem à maturidade feminina, reverenciando as matriarcas, e a força dessas mulheres que souberam acumular sabedoria no decorrer de suas vidas. Em linguagem rica em metáforas, semelhante às antigas histórias contadas de mães para filhas e netas, a obra apresenta os encantos deste "arquétipo misterioso e irresistível da mulher sábia, do qual a avó é uma representação simbólica".
Sob um filtro especial, misto de psicanálise e coração, Clarissa caminha pela representação contida desde as avós da mitologia e dos contos de fada àquelas anônimas, para chegar às avós de suas tradições familiares. Ao final, as nove preces de gratidão por todas as mulheres mais maduras e as que virão a ser, arremate perfeito ao prazer da leitura destas 120 páginas, um sabor doce de saudade e nostalgia dos cafunés múltiplos - carinhos, histórias e conselhos - que só as avós sabem dar.



   Me propus a ler essa obra por convite de uma grande amiga, que também se colocou no papel de ter a experiência dessa leitura. Eu não imaginei o que encontraria e fui as cegas e na confiança de quem indicou, e apesar de não achar que compreendi toda a essência da obra, acredito que por todas as reflexões que obtive a leitura valeu muito a pena.

   Clarissa Pinkola é uma psicanalista junguiana e autora do livro Mulheres que correm com os lobos, e nesta obra que foi dividida em três partes, ela fala sobre a mulher e sobre a sabedoria, sabedoria essa que muitas vezes tentamos conquistar por acharmos que não a temos, sobre a busca por pequenos pedaços que já habitam em nosso interior.

   Apesar de pequena essa obra tem um grande peso, as palavras de Clarissa têm um encantamento, envolve como uma poesia que fala de nossas vidas e desejos. Eu nunca havia lido nada da autora, mas já tinha lido elogios a obra mulheres que correm com os lobos e me senti desafiada e instigada a ler essa obra, e durante a leitura me senti envolvida por essa escrita que fala de mulheres sábias, de conquistar a sabedoria e florescer apenas entendendo que me conecto a mim e também as mulheres ao meu redor.

  É interessante se perceber como leitora, e ao ler essa obra me vi como alguém que realmente tentou se conectar a uma leitura e se envolveu ao ponto de parar em diversos momentos e refletir sobre o que leu. Clarissa fala de papeis femininos não em um sentido de cumpri-los mas de entender o que se é, e compreender que dentro de cada mulher habita uma sábia, habita mais de um papel.

Nota:









Um comentário:

  1. Fico feliz que tenha lido e espero que em dias no futuro, releia. Já li umas cinco vezes e sempre encontro novos significados sobre a psiquê feminina. Dessa vez, meu foco maior foi na questão da função das mulheres mais velhas nos casamento, em particular aquele episódio que dançam sem parar com o noivo quase como uma prevenção para noiva, a simbologia disso diz muito sobre um mundo sem machismo.

    ResponderExcluir

@bardaliterária